sábado, fevereiro 10, 2007

Histórias no Carnaval...e não só.

Um Carnaval
Vem ao baile vem ao baile
pelo braço ou pelo nariz
Vem ao baile vem ao baile
E vais ver como te ris
Deixa a tristeza roer
As unhas de desespero
Deixa a verdadade e o erro
Deixa tudo vem beber
Vem ao baile das palavras
Que se beijam desenlaçam
Palavras que ficam passam
Como a chuva nas vidraças
Vem ao baile oh tens de vir
e perder-te nos espelhos
há outros muitos mais velhos
que ainda sabem sorrir
Vem ao baile da loucura
Vem desfazer-te do corpo
e quando caíres de borco
a tua alma é mais pura
Vem ao baile vem ao baile
pelo chão ou pelo ar
Vem ao baile vem ao baile
E vais ver o que é bailar


Alexandre O'Neill, No Reino da Dinamarca




Em Entradas, Castro Verde há verdadeiras celebrações pagãs: é o Entrudanças!





A Pédexumbo organiza 3 dias com diversas actividades: desde oficinas de tango e construção de máscaras de carnaval a torneios de malha, há para todos os gostos.


Vou-vos confessar que estou empolgada com a oficina de cante alentejano, o passeio de tractor e com as histórias do Ti Manel Russo, claro!
Se gostaram da sugestão de movimento, Rodobalhem um bocado, ficam a par de todas as iniciativas.

2 comentários:

cristina disse...

Vim só dizer "olá", Depois de recuperar do fim-de-semana de folia! =) E já à espera do próximo! =)

tânia disse...

Olá Cristina!! É verdade! Vamo-nos encontrar,que bom! Eu já estou a engomar a saia de baile, eheh!
Beijinhos!