segunda-feira, junho 26, 2006

QUINTA DE CONTOS| Coimbra e Sessão De Contos| Aveiro




Registo fotográfico da sessão de 7 de Julho no Mercado Negro, Aveiro, promovida pela Livraria O Navio de Espelhos


Notícias:

O que mais nos agrada é que em JULHO há QUINTA DE CONTOS!!!!

A primeira parte cabe aos contadores de histórias da Camaleão e a segunda parte à contadora convidada.

No dia 6, pelas 22h00, no Ateneu de Coimbra.
No dia 7, pelas 21: 30, no Mercado Negro em Aveiro.
A contadora convidada é a TIXA.

Mar, amendoeiras e moiras. Escolhida de propósito para o calor de Verão.

Descobrimos a Tixa num final de tarde quente em Beja. Uma cerveja e tremoços. À nossa frente a planície.

À noite, a sua voz levou-nos para outro sul. Mais quente ainda.

E todos voámos nos seus contos com a consciência de ser único aquele momento.



A não perder.

quarta-feira, junho 21, 2006

quinta-feira, junho 15, 2006

Maratona de Contos em Guadalajara| 16, 17 e 18 de Junho de 2006




Tú sabes que estoy esperando el retorno de la Luna, para poder regresar a mi hogar, para poder visitar a mi gente y escuchar todos sus relatos, para poder escuchar las historias que cuentan.
La gente de la llanura escucha las historias de quienes viven lejos… y yo puedo sentarme al sol, sentarme a escuchar las historias que vienen de allí, historias que vienen de lejos.
Porque una historia es como el viento: viene de un lugar lejano, y la sentimos.

Kabbo el Bosquimano
Para obter mais informações sobre o programa deste encontro, acedam à página da Organização, clicando no cabeçalho da postagem.

Poção para criar um menino malcriado



Pode ser uma grande ajuda a quem procura miúdos criativos, inconformados!

Ingredientes:

- Meninos e Meninas
- Uma livraria (de preferência a Navio de Espelhos em Aveiro), biblioteca, escola, jardim... um espaço calmo para pensar.
- Um contador de histórias
- Livros
- Palavras, Memória e Imaginação

Modo de Preparação:

Desculpem, mas como não sou mestre, é tudo a olho. Não uso balança, nem copo doseador. Acho que se vai sentindo o peso dos ingredientes nas mãos, a sua textura, vendo o colorido dos sorrisos, o brilho dos olhos, ouvindo os silêncios, cheirando tudo.
Era assim que as mulheres da minha família faziam chanfana, e resultava.
Dentro da caçoila elas colocavam tudo, mas com muito carinho.
Ah pois! E serve-se com carinho!



Amanhã Sessão de Contos em Castelo de Paiva na Semana da Leitura

Procuram-se meninos malcriados!

" Nunca se sabe para onde levam os desvios do bom caminho. Às vezes levam para o mau caminho, outras vezes levam para o caminho óptimo.
Este é o raciocínio que costumam fazer os meninos mais malcriados do mundo, porque os meninos bem educados raciocinam sempre ao contrário, a não ser que sejam muitíssimo bem educados e então não raciocinam de maneira nenhuma."

Olavo D'Eça Leal,
Iratan e Iracema- Os meninos mais malcriados do mundo