segunda-feira, dezembro 11, 2006

Carta Desesperada ao Pai Natal


Querido Pai Natal,

(sou bastante conservadora e não vou mudar a forma de tratamento só porque estou à beira de um ataque de nervos, não concordam?
Não é por estar a flipar com o Natal e os ensaios dos teatros para o Natal, e as sessões de contos de Natal em catadupa, que me vou pôr a espumar para cima do monitor e escrever "yo broda, tás aqui dentro, topas?! Fazes aí um favorzinho?". Na! Sou uma pessoa bastante controlada e estável.)


Preciso muito de alguns presentes para já, antes da noite de 24 de Dezembro, por favor!
Eu sei que já estavas contente comigo, já não me vias nisto há muito tempo… não sei o que aconteceu… as companhias, talvez...
Só alguns, vá lá… é pouquinho… depois nunca mais peço nada, nunca mais quero esta vida, juro! Vou largar isto de vez!
Epá… eu ficava mesmo bem (pelo menos por hoje) -e juro por tudo- que nunca mais me afundava neste vício, se me orientasses aí umas cenas… tipo:

- Férias de Natal; apesar de adorar estar com os miúdos já estou cansada de lhes dizer: “ Não, os Reis Magos não comiam pouco. Vou contar o que quer dizer "Mago" e porque é que lhes chamaram assim…”

- Reconhecimento da identidade cultural. Se alguns professores, compreendessem que a ética, os valores, a humanidade não se ensina nos livros, não se aprende em histórias vazias de sentido. Aprende-se com outros afectos, e outras histórias passadas com paixão. Para isso, nada melhor do que o nosso património literário oral.

P.S.- Se não trouxeres neste Natal, vou-te esperando, esperando, esperando… prometo que me porto bem.

5 comentários:

Misty disse...

Ó Xima, é assim, eu acho que realmente os teus desejos vão ser concretizados...Plo menos as férias..Agora em relação aos professores primários...O Pai Natal, esse fixe, vai ter trabalho...

ès uma cabelos k andas prái!

bjnhu**

tânia disse...

Hip!Hip!(espera aí que vou ali desligar o gás)
Urra!

Ó gaja: olha que vou começar a ter censura neste blog: só me podem chamar coisas tipo: magnólia-ao-luar ou Flor-de-Lótus-com-olhos-de-andorinha (vi num livro e achei bem)

acto-reflexo disse...

não gostei do final. acho que devíamos começar a chantagear o pai natal, esse monstro consumista: "ouve lá, ó gordo estúpido e anormal, se não me deres o que te peço vou ali e parto aquela m...a toda. e solto as tuas renas."
se calhar até funciona.
(estou a brincar e não estou: detesto o pai natal)

Misty disse...

Pois, o Pai Natal é como a Mary Poppins (e como o Carlos Cruz, como diz a Francisquinha), faz mal às criancinhas...
E agora sei qua a Tânia, essa fofa, vai-me bater muito (lá está, tb ela é como o Pai Natal) por ter dito mal da amiga Pops... =$

ehehe... O espirito natalicío tá mt vivo dentro de mim, cm podem ver...

tânia disse...

epá, mas isto é um grupo terrorista de combate ao Pai Natal? Os "Brigada Rossa"?
e n adianta graxismos,q vai haver porrada, já sabes... quem mexe com Miss Mary Poppins leva vergastada velha. A bêre, carágo!